Arquivo | Storytelling RSS feed for this section

Criação de Conceito

21 mar

Apresentação de Conceito criado para a plataforma NOVI.

Exemplo do conceito de Good Enough (ou Suficientemente Bom) nas mídias sociais

20 jan

blog

A minha ultima tentativa de evitar o erro, está sendo o livro do Walter Longo – Marketing e Comunicação na Era pós-digital, que foi lançado no finalzinho de 2014 e que o autor é um ícone da comunicação e do marketing pra mim. Já fui a 3 palestras dele, e em cada uma delas, saio com alguma sparkle que me faz querer ir atrás de mais.

Nesse livro ele fala sobre diferenças entre: pendência e tendência, homem do negócio e homem de negócio, urgência e prioridade, se o ótimo é realmente inimigo do bom, sempre contando uma história em um livro leve de ler e que te traz uma visão bem ampla de tais conceitos. É bem interessante.

Na parte que quero comentar, está o conceito de suficientemente bom ou good enough.
Aqui na agência lidamos com isso o tempo todo. Saber a hora certa de parar de procurar o ótimo é realmente essencial para conseguir alcançar o timming que o mundo pós-digital nos pede.

Quer um exemplo? Um post de oportunidade em redes sociais é um enorme desafio de good enough. Criá-lo engloba todas as variáveis que esse conceito tem.

O Fator tempo e o Fator impacto. Esse post tem um prazo de validade, ou seja, ele não pode demorar muito pra ser postado. E ao mesmo tempo, tem que ser impactante. Falar muito sem se extender demais.

Um ótimo exemplo de good enough nas redes sociais foi esse post da marca de chocolates Snickers (que eu AMO – melhor chocolate) na Copa do Mundo do Brasil, quando estava rolando o jogo Argentina x Itália, onde o Suárez morde Chiellini.

 

Snickers-and-Luis-Suarez

 

Pra mim esse é um ótimo exemplo que mostra a sutileza do good enough no dia a dia das agências sociais/digitais, onde as coisas acontecem em uma velocidade absurda, onde temos que ficar ligados o tempo todo no que está acontecendo no mundo, ao nosso redor, no mercado. ❤

Pra entender um pouquinho mais sobre esse conceito, sem ler o livro do Walter Longo, veja o vídeo abaixo:

 

E se não lembra da mordidona do Suárez, relembre:

Inspiração – Storytelling #1

23 set

Love story in milk

Eu tenho sempre um ritual pela manhã. Meu celular desperta 4 vezes (com sonecas de 5 min), acordo, fico mais uns cinco na cama vendo o que tá passando no jornal Bom dia Brasil (melhor jornal na minha opinião), ponho roupa, as vezes como em casa as vezes não, e vou trabalhar. Mas o ritual começa mesmo quando eu chego no trabalho. Aí, começa a caça ao conteúdo relevante pra inspirar meu dia. Nessa hora valem todas as fontes: até sensacionalista entra na roda. Geralmente encontro muita coisa no twitter e facebook, mas o meu dia não começa de verdade antes de eu encontrar uma matéria, um vídeo, um gif que me inspire.

Hoje a inspiração vem da palestra do Bruno Scartozzoni no #smwsp sobre storytelling

Um vídeo que resume bem o que é contar uma história e fazer com que as pessoas se identifiquem, se emocionem e se ponham no lugar do personagem. Onde a arte se confundi com a publicidade. Muito bom! Confere aí! Love story in milk vale muito o play!

 

 

Pra conferir a palestra na íntegra (e tem muita coisa boa lá), clique aqui.