Arquivo | julho, 2013

A relação entre E-commerce e Mídias Sociais

24 jul

Hoje (ainda, por incrível que isso pareça pra mim), as marcas e pessoas, pelo menos no Brasil, ainda vêem o Facebook como a solução de todos os problemas. Não tem muito tempo, fui em um evento sobre social media onde o assunto foi a tal da rede social do zuckerberg. Ok. É a maior rede social do mundo com mais de 1 bilhão de usuários, é onde todo mundo está, é a que mais oferece opções de publicidade e tudo mais, mas focar seus esforços de marketing em uma rede social apenas, é uma estratégia inteligente? Pra mim, é a mais acomodada. O começo do fim do facebook está próximo, assim como o Orkut e outras redes que foram se acabando aos poucos?

Segundo Gigya sim. Em partes, pelo menos.

Eles fizeram um estudo bem bacana sobre logins e compartilhamentos em redes sociais por alguns setores e situações. O que mais me chamou atenção foi share preferences (preferencias de compartilhamento, por assim dizer). O artigo fala especificamente de Google+ e Pinterest, mas o que me motivou a escrever este artigo foi a seguinte pergunta que me fiz: POR QUE, VOCÊ QUE TEM UM ECOMMERCE, ESTÁ FOCANDO TANTO NO FACEBOOK E ESQUECENDO REDES COMO TWITTER E PINTEREST (principalmente)?

Tudo bem que o Facebook ainda tem boa fatia de shares, mas leve em consideração que á é onde todo mundo está, então consequentemente o esforço pra você ser visto é bem maior. Tente encontrar lacunas onde há espaço pra se fazer um trabalho bacana, em uma outra linguagem. Veja que Twitter tem 24% e Pinterest 16% das preferencias de compartilhamentos de conteúdo (quando falamos isso, estamos falando de quando você entra em um site e compartilha um artigo, foto, vídeo, etc).

share preferences

Mais especificamente com conteúdos de ecommerces, o Pinterest já tem mais shares que o Facebook, com 41% do total.

share preferences 2

Então pergunte-se: esse investimento que você anda fazendo na sua fan page está valendo mesmo a pena?

Pra ler o texto completo e ver outras estatísticas, clique aqui.

Abs!

Infográfico do dia #4 – Papa Francisco no Brasil

23 jul

Da parceria entre a agência A2 Comunicação e a ferramenta de monitoramento Scup surgiu um infográfico bem bacana que mostra o que os brasileiros pensam da vinda do Papa para o Brasil na JMJ 2013.

nuvem-papa

Uma coisa interessante é a porcentagem de homens falando sobre o assunto. Como vimos aqui, as mulheres dominam as redes sociais, com 71% da participação. Vale a pena tentar entender o porque disso.

Outra coisa interessante é que menos pessoas defendem a vinda do pontífice do que condenam. Talvez esse dado mostre (e enfatize ainda mais) que um dos objetivos das pessoas estarem nas redes sociais é o de reclamar.

E mais uma vez a política de privacidade do facebook atrapalha a coleta e análise de dados nas redes sociais. A gente percebe isso no dia a dia do monitoramento e podemos também perceber pelo infográfico. Twitter com mais itens coletados do que facebook (maior rede social do Brasil).

Confere aí!

Infográfico-Papa-no-Brasil-1

 

Clique na imagem pra dar zoom

Pra mais informações, acesse o scup ideas que foi de onde eu xupinhei esse info! =)

Infográfico do dia #3 – Demografia nas Mídias Sociais

22 jul

Infográfico bem bacana que mostra a demografia nas mídias sociais, mostrando que 71% são mulheres, entre 18 e 29 e 67% estão no Facebook.

Claro que isso é um dado geral. Não quer dizer que se você trabalha uma marca que tenha como público-alvo, o masculino, você tenha que criar conteúdo para feminino. Cada caso é um caso. Mas vale lembrar que as mulheres dominam as mídias sociais. Então se você quer trabalhar uma marca que tenha elas como público, as mídias sociais podem ser ótimas ferramentas para gerar conversa, apresentar um novo produto ou até mesmo aumentar suas vendas. (:

Uso de Redes Sociais pelo mundo

Hangout – Padronização de Métricas para Mídias Sociais

8 jul

Google plus não seria o mesmo sem os Hangouts, não é mesmo? O Hangout é uma ótima ferramenta pra disseminação de informação, por meio de vídeos. O número crescente de hangouts sobre diversos assuntos, onde profissionais, antes acessíveis somente por meio de cursos e eventos, estão à um clique de distancia dos meros mortais que moram no interior de minas e não podem gastar 1500 conto por mês pra ir em eventos em são paulo  = euzinha. (: #meubolsoagradece

Anyway… Mais uma dica pra você se aprimorar e fazer com que esse mercado evolua! (:

Quinta, 11, às 16h, começa um hangout super bacana, com Diego Monteiro e Tarcízio Silva, que dispensa apresentações. (se você não sabe quem são, então é sinal de que você precisa de atualizar. Urgentemente.)

 

hangoutscup

Pra acompanhar este hangout, basta acompanhar a página do SCUP no Google Plus!

Pra mais um hangout bacana do Diego Monteiro sobre monitoramento,confira o artigo Hangout on air – Monitoramento

#Inspiration – Como comer um Big Tasty

6 jul

Sabe aquele ditado que diz que a gente é o que a gente come? (btw me faz lembrar do diga me com quem tú andas que te direi quem és). Pois é, ditados assim “negritam” uma velha máxima que, nós comunicadores, sempre escutamos: pra criar, você precisa de referência. Eu vou além. Minhas referências são advindas de tudo. Desde a conversa das vovozinhas no busão até o sanduíche que eu adoro comer, e que inclusive, faz minha consciência pesar mais na balança do que minha pança (e/ou bunda).

Há 2 anos, escrevi um texto que reencontrei hoje. Adivinha sobre o que? Mc Donalds. Uma das minhas #Inspirations. Abro essa nova tag no blog repostando esse texto que eu adorei escrever e reencontrar! Enjoy.

__________________________________________________________

Oi galeras!

Quem me conhece sabe que entre um jantar no Aragawa em Tóquio ou no Fraunces Tavern em NY (dois dos restaurantes mais famosos do mundo) e comer um lanche no Mc Donalds eu fico com o Mc Donalds, né?! Então resolvi dar umas dicas funcionais para a hora H(mas calma! Não vou falar de calorias e nem q o Burguer King é melhor, porque não é, e isso é coisa de gorda... rsrsrs)

COMO COMER UM BIG TASTY

A ESCOLHA DO SANDUICHE: existe o fator dinheiro e o fator fome. Ir no Mc Donalds sem dinheiro é a mesma coisa de dormir sem estar com sono: NÃO FUNCIONA. Então, partindo do princípio de que você tem no mínimo R$20,00 e está com fome, chega a hora crucial da escolha do sanduíche. Não vou entrar no mérito de qual sanduíche é melhor ou não porque não existe mérito pra isso pois o melhor, indiscutivelmente, é o BIG TASTY e ponto final.
OKEY! Vou descrever passo a passo pra vocês entenderem a dinâmica de como é complicado o processo.
01 – Deseja aumentar o refrigerante e a batata com mais apenas 1 real, senhora? Aceite só se você realmente estiver com fome, pois desperdiçar a batata do Mc Donalds deveria estar descrito na constituição com pena inafiançável de 5 anos de cadeia.
02 – Sempre, mas SEMPRE peça mais guardanapos porque o molho do big tasty sempre escorre pelas mãos e se você não estiver preparado, sai de lá com molho que vai do cabelo até os peitos.
03 – Pedir ketchup e mostarda? NÃO, plmdds! Tem que sentir o sabor original do sanduíche pra ter muito mais prazer. (peça só se for pra comer a batata, com o sanduíche NÃO!)
04 – Eu SEMPRE como o sanduíche primeiro e depois as batatas porque eu já percebi q se eu comer as batatas antes ou durante o sanduíche eu fico muito cheia e chega num ponto em que eu quase quero vomitar. Sério mesmo. Mas uma dica muito gostosa é durante o sanduíche você pegar algumas batatas e molhar no molho q ta escorrendo do sanduíche, mas só umas 3 ou 4.
05 – Terminei o sanduíche? Agora coma as batatas. Abra a caixinha do sanduíche, pegue todas as batatas e ponha dentro dela, abra um ketchup e derrame em cima e coma como se não houvesse amanhã.

É inadmissível deixar vestígios orgânicos, ou seja, é obrigatório comer TU-DO! Até aquelas alfaces crocantes que sempre caem na caixinha enquanto a gente come.

Bom, espero que as dicas tenham sido úteis! kkkkk (aff.. a quem eu quero enganar?)

Obs.: Esse não é um publieditorial, mas se vocês do Mc Donalds que sempre lêem isso aqui quiserem me dar uma grana, favor entrar em contato! kkkkkkk
1 sonho: que o molho do big tasty vendesse em embalagens econômicas nos supermercados. FiCa A dIcA [RISOS]

Curtiu? Compartilhe! (:

O próximo: Social Media Brasil 2013

4 jul

Daí que a gente já tá careca de saber que, no nosso mercado, quem não corre atrás, fica pra trás, ~literalmente.

Acredito que a premissa de quem trabalha com comunicação (ou, na verdade com qualquer coisa), é a frase: RUN FORREST, RUN! quando o personagem do filme Forrest Gump, tem que correr de moleques para não apanhar. Nós, de certa forma também temos. Mas a surra vem do mercado e não de 3 ou 4 crianças.

Existe basicamente uma alternativa pra não levarmos MUITA porrada: correr atrás de conhecimento. RUN BITCHES! O resto vem com o tempo.

Participar de eventos, é uma alternativa que utilizo muito. Ir pra outras cidades, conhecer gente nova, ver coisas novas, participar de debates sobre outros mercados… sair da sua bolha. Por isso, vou no Social Media Brasil 2013, que acontece dia 24 de Agosto em São Paulo. Participei do eventos, que é organizado pela Media Education, em 2012, e foi quase que uma epifania, um ponto da virada na forma como vejo e penso a comunicação, principalmente a digital, hoje. Pra conferir o que escrevi na época em que participei, clique aqui e aqui.

smbr 2013

Pra quem está entrando agora ou já é macaco velho no mercado. Conhecimento nunca é demais.

 

Foursquare: Uberlândia e seus check-ins

2 jul

Daí um dia inventaram a tal da geolocalização. A sensação de estar perdido, se perdeu. Não existe mais. Desde usar GPS em uma trip até fazer check-in na aula de inglês. Todo mundo dizendo ao mundo o lugar onde esteve/está. Boa oportunidade de mercado pra ladrões. Risos.

Milhares, milhões de pessoas fazendo check-in diariamente no trabalho, na escola, no banco, na padoca, dando dicas, tirando fotos, criando um imenso banco de dados do mundo, da cidade onde moramos, no bairro onde crescemos. Contando pro mundo o que é péssimo (e as vezes o que é ótimo também). Fantástico!

Hoje, por acaso, encontrei essa ferramenta do Foursquare que agrupa em um mapa os check-ins pelo mundo, nos últimos 3 meses. Mais de 500.000.000 milhões de “bora trabalhar!” ou “pronto pra balada!”.

os ultimos 3 meses 4sqr

Uma das coisas interessantes dessa ferramenta é você poder escolher o local onde quer ver a frequência de check-ins. Por ex, peguei a cidade onde moro: Uberlândia/MG

Como podemos ver, existem lugares, que eu não consegui identificar, mas com bastante incidência pela cidade. A ferramenta poderia ser mais completa, dando um ranking de lugares mais visitados, número de check-ins nos 3 meses, dicas de turismo (talvez) e por aí vai.

Pra que serve isso? Principalmente numa cidade como Uberlândia serve para: argumentar com clientes para criar ações na ferramenta, ou até mesmo fazer uma gestão e/ou criar estratégia de mídias sociais que envolvam também o foursquare (ferramenta pouco utilizada em estratégias de mídias sociais, por aqui, pelo menos).

udi check-ins

Pra acessar a ferramenta, clique aqui. Aproveite e veja se na sua cidade tem gente contando pro ladrão se a casa tá vazia ou não! rs

_________________________________________________________________

Ps1.: Por falar em Foursquare, vale a pena perder um tempinho na time machine: parceria entre 4sqr e samsung onde as duas empresas criaram uma ferramenta interativa que mostra os check-ins dos usuários e faz uma ~linha do tempo! Bem legal! Clique aqui pra acessar.

time machine - foursquare]

Ps2.: Por falar em privacidade e ladrões, você sabia que já existiu uma ferramenta que “traqueava” o foursquare e mostrava qual casa estava vazia ou não? Sim. Isso é verdade, ela chamava Please Rob Me (por favor me roube) e você pode acessar aqui. Hoje ela já não funciona, pois os criadores só queriam alertar para o excesso de informação pessoal na internet, mas no site você pode conferir algumas matérias e notícias!

please rob me